O desafio de chamar a atenção do consumidor

Nos nossos dias atuais, o mundo está rodeado de mensagens que são transmitidas 24 horas por dia. De uma lado encontram-se as organizações buscando estabelecer uma comunicação que permita concretizar as vendas e negócios, e de outro os consumidores que cada vez mais necessitam de informações que os auxiliem na decisão sobre a compra de um produto ou serviço.

Os gestores de marketing enfrentam o desafio contínuo de desenvolverem estratégias que buscam chamar a atenção do consumidor no meio de tantas mensagens publicitárias ou despertar o interesse sobre os produtos e serviços, além de incentivá-los a uma ação de compra. Para isso, utilizam diversas ferramentas de comunicação e também diversas mídias.
Este trabalho pretende apresentar alguns tópicos sobre como obter a atenção do consumidor, mostrando alguns casos de sucesso em que isso foi possível.

Comunicação
A comunicação deve ser entendida como um processo que integra vários componentes. Propaganda, Promoção, Publicidade, Relações Públicas, Merchandising e Marketing Direto fazem parte do composto que deve ser utilizado para atingir os objetivos mercadológicos necessários.
A escolha do Composto de Comunicação ideal depende de uma série de fatores, como: ter claros os objetivos da comunicação e adequá-los à estratégia de comunicação; conhecer as características do público ou mercado alvo, o que permitirá desenvolver a mensagem adequada; estabelecimento de uma verba adequada à necessidade da comunicação; utilização dos veículos de comunicação necessários à campanha, ou seja, que se adaptem ao composto e atinjam o público ou mercado alvo.
Hoje, o profissional de marketing conta com um conjunto de ferramentas que, se utilizadas adequadamente, podem definir o lado para onde o tão desejado dinheiro do consumidor pode estar sendo direcionado. O leque de opções vai desde ferramentas de comunicação de massa, o que possibilita atingir uma grande quantidade de pessoas ao mesmo tempo, até ferramentas que permitem o contato íntimo com o cliente, permitindo a personalização do conteúdo da informação. O futuro ainda apresentará muitas mudanças na forma das empresas fazerem negócios, mas é fundamental estar alinhado desde já com essas novas tendências para que a organização possa preparar-se para aproveitar as oportunidades e minimizar as ameaças neste novo cenário.
Internet
A Internet revolucionou o universo da comunicação e vem gradativamente integrando-se ao dia-a-dia do consumidor. Sua capacidade de comunicação, utilizando os recursos de textos, imagens, vídeos e filmes, aliada à possibilidade do contato individual com o consumidor através de ferramentas como o e-mail e teleconferência, em um processo dinâmico, torna a Internet o veículo preferido das organizações de todo o tipo e agências de propaganda.
Com sua popularização, a Internet está se introduzindo em novas áreas e convergindo diversas mídias em uma só. Nesse contexto a televisão, o rádio, o jornal a revista, telefone, mala direta e outros veículos se unem à rede mundial maximizando sua aplicação e sua eficiência enquanto comunicação.
É claro que a Internet não será, por si só, a solução para alinhar seu negócio no novo ambiente de negócios criado pela Economia da Atenção. É preciso pensar e repensar diversas práticas, processos, estratégias e atitudes. Mas o fato é que a Internet apresenta ferramentas importantes para compor um conjunto global de estratégias e ações para interagir, conhecer, conquistar e reter consumidores.
Marketing cultural
O Marketing Cultural deriva do conceito básico de Marketing que é a capacidade das organizações de mostrar, vender, dar visibilidade a uma determinada idéia, marca, produto ou serviço. Com a concorrência acirrada, através do aumento acelerado da oferta de novos produtos e marcas, as empresas buscam a diferenciação através de estratégias de comunicação que buscam diferenciais e, nesse aspecto, a atividade cultural se encaixa sob medida.
A comunicação através da arte é uma alternativa diferenciada para a marca, produto ou serviço de uma empresa, e deve se integrar às demais ferramentas do composto de comunicação permitindo ampliar as possibilidades. O interesse por essas estratégias de Marketing se dá em função das vantagens que oferecem, como: ganho na imagem organizacional pelo esforço da atividade social desenvolvida, agregando valor a marca; mídias direcionadas a públicos específicos e identificáveis; aproximação da organização ao público-alvo.
Marketing esportivo
O Marketing Esportivo é outra variação, que tem o esporte como veículo de comunicação para as atividades promocionais. O esporte assim como a arte prende a atenção do consumidor em um momento muito nobre: quando o mesmo está aberto para ouvir e apreciar um momento que para ele traz prazer. As empresas aproveitam esses momentos raros e através de atividades de comunicação específicas em pontos estratégicos do evento apresentam marca, produto ou serviço. Como podemos notar a comunicação é uma atividade dinâmica e que vem crescendo no seu conceito e na sua forma de atuação.

Criatividade
Usar e abusar da criatividade é a finalidade de toda e qualquer campanha publicitária. E ainda assim, profissionais em todo o mundo passam dias e noites desenvolvendo idéias e táticas para que possuam o máximo de pertinência e clareza em suas mensagens, visando a fácil assimilação e chamar a atenção dos consumidores.
Diante dos diversos avanços tecnológicos, nos quais melhoraram a implementação e o uso de recursos nas criações e produções de campanhas, foram rompendo certas barreiras a favor da publicidade e da propaganda, e ocorreu uma saturação pelo público de alguns meios de comunicação, como: jornal, outdoor, cartaz, revista, TV e rádio.
O diferencial são as estratégias de marketing e de comunicação que estão sendo aplicadas em mídias não convencionais, buscando aproximar e provocar interação entre as marcas e os seus consumidores. Nisso locais como inusitados como: banheiros, shoppings, aviões, automóveis, estabelecimentos, prédios, ruas, estacionamentos, mousepads, são utilizados diariamente nas divulgações de peças, conceitos e ações promocionais. A busca pelo “conceito diferencial” dos anúncios e atitudes que estimulem o contato com as marcas podem até custar caro, todavia, traz um excelente retorno financeiro para os anunciantes.
Uma das grandes vantagens desse tipo de mídia é que ela consegue atingir exatamente o público que está na mira do cliente. Um exemplo simples: O anúncio de absorvente em um banheiro feminino, ou de um programa de futebol no banheiro masculino, segmenta o público e chega a quem realmente interessa.

Design do Produto
A Incubadora de Empresas de Guarulhos, a segunda maior do país, a partir de discussões observou que no momento em que um empresário vê um produto com design diferenciado, logo imagina que o preço será exorbitante mas essa relação nem sempre é verdadeira. É necessário, entre outros fatores, saber a quantidade a ser produzida e, mais importante, a forma de execução do projeto.
Quando uma empresa desenvolve um produto diferenciado, que fugirá aos padrões do que é visto regularmente nas prateleiras dos supermercados, por exemplo, torna-se mais fácil realizar uma venda. O consumidor, de um modo geral, não compra o produto em si, mas o seu conceito, o que foi investido em seu design e ergonomia, que nada mais é do que tornar o produto confortável para a utilização humana.
As pessoas não compram uma TV, um computador ou um notebook, elas compram um estilo de vida, com um design elegante e muita praticidade. A pessoa não percebe que está usando, mas acaba virando rotina. Isso torna o design importante para que as empresas lucrem cada vez mais.
É necessário saber apresentar soluções para o cliente. Ao invés de vender peças de reposição, apresentar soluções inovadoras a um custo baixo, sem o qual o produto ou serviço não será vendido. Além das vendas de produtos e serviços, um design eficiente pode ser uma ferramenta de modificação interna da estrutura, ou seja, pode ser utilizada em benefício da própria empresa. A partir de condições mais adequadas de trabalho, o que quer que a empresa tenha a oferecer será naturalmente mais bem aceito no mercado.

Conclusão
Para atingir o objetivo de chamar a atenção do consumidor, a empresa ou empreendedor deve assumir uma postura de negócios onde seja responsável pelo produto e seja o elo de ligação entre a empresa e o mercado. Com o trabalho, conseguimos ver que apesar de toda a tecnologia permitindo interagir com o consumidor de uma forma bidirecional, as organizações continuam focadas para dentro delas próprias tornando a comunicação unidirecional.
O grande desafio, portanto, para os gestores organizacionais, é entender esse complexo e atraente mercado, buscando constantemente aperfeiçoar a comunicação com os cliente, fornecedores, intermediários, formadores de opinião, colaboradores internos, acionistas e enfim todos aqueles que compõem a aura de negócios.
Uma comunicação perfeita acontece quando existe uma integração da comunicação interna com a externa, e estas fazendo parte do processo organizacional. É necessário fazer o elo de ligação entre todos os integrantes dessa aura de negócio, pois possibilita gerenciar e integrar de uma maneira personalizada as atividades de relacionamento com todas as partes interessadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>